segunda-feira, 11 de julho de 2011

Aquele da 1ª ligação.

Recebi semana passada a 1ª ligação da HF. Não marcamos data nem horário por e-mail porque a semana da hosta estava complicada e ela ligaria quando estivesse mais tranquila. Só combinamos que a ligação seria no período da noite. Eis que chego em casa e minutos depois o telefone toca. Minha mãe foi atender e eu grito lá da cozinha: "- Se for alguém falando em inglês passa pra miiiim!". Não deu outra. Realmente era a hosta. Conversamos por cerca de meia hora. A hosta é muito simpática e fala bastante (o que eu achei ótimo). Entendi tudinho que ela disse e por algumas vezes as palavras que eu queria dizer sumiam e ela dava risada quando eu dizia "Oh my God, I'm nervous and the words don't come out!". Mas foi muito tranquila a ligação. Esse branco aconteceu umas duas vezes mas eu consegui dizer o que queria no final das contas. (: E foi bom pra dar umas risadas e pra receber elogio da hosta.

Como eu disse antes, no começo quando passei o olho no profile deles eu quis ligar na agência e pedir pra sair, 02! O profile assusta, o número de kids assusta, a cidade assustou (pq eu não conhecia nada sobre), enfim... Resolvi conversar com eles pra treinar o english e para conhecê-los melhor (sempre pensei que não tentar não era o certo pq a vida surpreende a gente demais né?). Pesquisei sobre a cidade, mandei e-mail pra algumas meninas que moram na região, pesquisei as universidades, fiz um tour pela cidade by google earth e fiz uma lista de prós e contras. Surpreendentemente, vi muita coisa a favor. O segredo foi focar no que eu realmente pretendo ao fazer o intercâmbio e ver se a família atende aos requisitos. Mais vale uma família bacana num lugar novo do que uma família que não é compatível comigo na cidade dos meus sonhos, certo? Por esse motivo estamos trocando e-mails imensos para que possamos nos conhecer melhor e marcaremos um skype essa semana.

E vamos ver no que vai dar! (; Volto pra contar.

6 comentários:

Mandy Anita disse...

Oie Glau
Nossa a conversa deve ter sido otima!
Leve consideração a familia, pq tem muita menina com muitos kids q estão se dando muito bem =]
Bjão

Júlia Araújo disse...

Olá, Glau! Nossa, 6 kids é muuuito. Na verdade, o problema nunca é a quantidade e sim a personalidade. Se forem 6 anjinhos não vão dar trabalho, mas 6 capetas. hehe. Olha, abri meu blog hoje e tô dando um alô pras au pairs blogueiras. Beijos!

Júlia Araújo disse...

Aaaah, e adorei a referência a Friends nos seus títulos. Sou uma grande fã. =)

Júlia Araújo disse...

Não tinha como não prestar atenção nos títulos - sou louca pela série. =)

Pois é... adoro crianças, mas ser ai pair, em si, não é um sonho. Mas o meu sonho é sim viajar, conhecer pessoas, treinar meu inglês, sair um pouco de baixo da saia da mãe. Essas coisas. Mas também tenho o pé no chão e sei que por muitas vezes vou querer viajar/sair e não terei dinheiro ou horas livres como Au Pair. Mas eu estou querendo aceitar o risco, porque se eu for como Au Pair, não tem outra opção de intercâmbio pra mim.

Cah Chiconato disse...

Oi Glau.
Tudo é experiência nesta vida e ajuda a gente.
é bom ir conversando com todas as familias pra gente treinar mesmo..
E realmente familia é tudo.
Eu to indo pela CC e aguardando minha primeira ligação.
Tudo é ansiedade kkk
Eu sempre tive medo de não entender o que eles falarem na hora rsss

Beijinhus

PS to te seguindo ;)

Késia Maximiano disse...

Boa sorte, lindona!
Eu to na torcida...
Beijo grande...